Páginas

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Poemas sobre a fé - Constâncio Negaro

Estive lendo a Cronópios e de lá retirei estes poemas. São versos sobre a fé, a fé que transpassa o sentido da religiosidade rasa e se aprofunda em questões humanas, desejos reprimidos, amor carnal, dúvidas...
Leiam!



intróito
jaculatória
ladainha
secreta
súplica
encaixe...

Deus!
falamos mesmo do sacro
ou a fé não passa de uma metáfora?

Sons

sexta-feira
é dia de coral
eu nos sons que vêm da rua
mas a musicalidade
que sai de minha boca é sacra
e mistura-se ao hálito de homens
que se acreditam anjos

Anjos

à noite
cada um entra em sua cela
túmulo de gestos obscenos e ejaculações noturnas
cedo
junto ao ar morno do sexo reprimido que vaza pelas frestas
das portas
anjos saem soerguidos como os amantes de um quarto
de motel
e atravessam o longo e frio corredor com trajes negros
e femininos – cruz no peito
seguem na direção do confessionário

Ângelus

ao amanhecer
: ângelus
ao meio-dia
: ângelus
ao anoitecer
: ângelus
na madrugada
os corpos pedem o pecado
: Marias, Marias, Marias...
: Josés, Josés, Josés...

Animal

para fazer respeitar o celibato
há de se castrar a alma, não o falo
e se não há alma
não passaremos de animais selvagens
a gozar o mundo
como o mundo deve ser gozado...
 livre de qualquer Deus

............................
Constâncio Negaro, 58 anos, natural do agreste, atualmente vivendo em São Paulo, admirador dos milagres de padre Cícero, saiu de sua terra, como muitos jovens para estudar em colégio religioso.
E-mail: constancio.negaro@gmail.com
 
Ver mais..... http://www.cronopios.com.br/site/poesia.asp?id=4163

Um comentário:

constancio negaro disse...

obrigado pela divulgação e comentário: meu e-mail: negaro.constancio@gmail.com

abr